Siqueira comenta termino do contrato com patrocinador master e temporada 2018

O último jogo oficial do Friburguense na temporada de 2017 foi em 30 de agosto contra o Carapebus – vitória de 4 a 3. Cinco meses após essa partida, o Friburguense busca superar as adversidades do termino do patrocínio master com a Stam Metalúrgica e a falta de calendário do time profissional para continuar na “batalha” de retornar para a elite do futebol carioca.

De acordo com o gerente de futebol do Friburguense, José Siqueira, o patrocínio master foi encerrado em meados de julho. Algumas reuniões foram marcadas para tentar solucionar a questão, porém não houve um acordo – até o momento. Apesar disso, o dirigente reconheceu o trabalho realizado pela empresa e pretende fazer uma nova proposta para que a empresa retorne o patrocínio com cotas menores.

– A Stam faz parte da história do Friburguense e tenho certeza que foi uma ajuda muito grande para nós. Em 2010, foi o pior momento que vivemos no clube e a Stam nos fez uma proposta dez vezes maior do que o valor pago. Hoje, alguns irão questionar porque a empresa largou o Friburguense neste momento, mas a imagem que tenho da Stam é que nos ajudou no pior momento, ponderou.

Confira a resposta completa no vídeo abaixo

 

Com a previsão de jogos oficiais para a equipe profissionais para maio o dirigente acredita que a reapresentação do grupo deve acontecer após o carnaval. O dirigente destacou as dificuldades para planejar a temporada 2018 do tricolor da serra.

– Foi um ano muito difícil, fizemos uma dívida de R$ 440 mil e a partir de julho não tínhamos o patrocínio da Stam. Além disso, perdemos a metade de uma outra cota que veio apenas R$ 180 mil. Entramos no ano com dívida e com a necessidade de realizar um trabalho que não fica com investimento menor que 700 ou 800 mil, explicou.

Confira a resposta completa no vídeo abaixo

 

Siqueira ainda comentou sobre os oito jogadores que deixaram o Friburguense por empréstimo. O dirigente garantiu o retorno de alguns atletas para disputa da série B, mas salientou que alguns jogadores podem deixar o clube por possíveis propostas.

– A preocupação é como manter esse jogadores e ter condições financeiras de segurar o atleta aqui no Friburguense. O jogador que tiver uma proposta alta acaba seguindo seu caminho. Hoje o futebol não é apenas a instituição é preciso a participação de grupos financeiros para trazer e manter os atletas, opinou.

Confira a resposta completa no vídeo abaixo

 

O dirigente ainda espera que a marca Friburguense fique em mais evidência por conta das comemorações dos 200 anos de Nova Friburgo.

– No gancho dos 200 anos o Friburguense pode ser um gancho para a divulgação através do marketing. Temos um bom relacionamento com a Prefeitura. Queremos buscar o apoio do poder público para nos ajudar a conquistar novos patrocinadores, finalizou.

Confira a resposta completa no vídeo abaixo

 

Compartilhe

Comentários

Attachment

011043
Mostrar
Enconder