RAIO X: Saiba quantos jogos o Fri ficou sem derrota na Santos Dumont Tricolor da Serra supera dificuldades e chegou até a semifinal da competição

O Friburguense encerrou na última quarta-feira (4) a sua participação na Taça Santos Dumont. Apesar da derrota para o Americano por 2 a 0 a sensação que o Friburguense deixou foi a de dever cumprido e a expectativa de um time ainda mais forte no segundo turno.

011168

As duas derrotas para Audax Rio e São Gonçalo EC nas primeiras rodadas deixaram a torcida do Tricolor da Serra preocupada. Mas o Friburguense tratou de afastar a desconfiança na terceira rodada quando venceu o Duque de Caxias por 1 a 0 fora de casa. A partir daí o Frizão emendou uma sequência invicta. Foram cinco vitórias e um empate, com direito a uma goleada por 6 a 2 em cima do Carapebus.

Um dos motivos dessa melhora do Friburguense pode ser explicada com a entrada do Jorge Luiz. O camisa dez estreou no terceiro jogo e melhorou o já qualificado time do Tricolor da Serra, mas que ainda tinha algumas carências no meio de campo. Além dele outros jogadores merecem destaques caso do atacante Dedé, do meia Jeffinho, do volante Damião e claro do artilheiro Lohan, autor de oito gols nesse primeiro turno e um dos artilheiros da competição.

E justamente a ausência desses jogadores na partida decisiva contra o Americano pode ter prejudicado o Friburguense. Apesar do time ter mostrado a força do banco de reservas na vitória por 2 a 1 sobre o Serrano, quando perdeu Jeffinho e Jorge Luiz, nenhum time passa ileso, quando perde três titulares, ainda mais em uma partida decisiva contra uma equipe forte como a do Americano.

Por isso apesar da eliminação o Friburguense deve ir de cabeça erguida para o segundo turno. Esse time já mostrou que tem força para se recuperar quando sofre derrotas e também mostrou que tem qualidade dentro de campo para encarar qualquer adversário nessa Série B1

Comentários