fbpx

Autoridades e empresários discutem apoio ao Friburguense Evento tem o objetivo de apresentar o funcionamento da Lei de Incentivo ao Esporte

Não é preciso explicar a importância de ter um Friburguense forte para Nova Friburgo. Há os lados da publicidade, econômico, turístico, social e tantos outros. Sem praticamente nenhum apoio nas últimas temporadas, o Tricolor da Serra, enfim, enxerga uma luz no fim do túnel. No final da última semana, o prefeito Renato Bravo recebeu um grupo de empresários em seu gabinete para debater questões relacionadas a investimentos para Friburguense. Estavam presentes ainda secretários e integrantes da diretoria do Frizão, à exemplo do gerente de futebol, José Siqueira, o presidente Jones Canto, o vice administrativo, Edmilson Py, e o vice de futebol, Carlos Alberto Nideck. 


Encontro reuniu autoridades, empresários e dirigentes do Frizão (Foto: Daniel Marcus) 

O consultor de gestão e marketing esportivo, Michel Cravo, participou do encontro e explicou que essa foi uma reunião primária de apresentação do funcionamento da Lei de Incentivo ao Esporte. A legislação permite às empresas tributadas pelo ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – disponibilizar 3% do imposto devido ao Estado para projetos esportivos. 

“Foi uma reunião importantíssima porque, quando um prefeito abraça um projeto, esse projeto passa a ser da cidade e não de um clube, e isso faz com que as empresas se interessem a estar aliando sua marca junto ao clube. É importante para o caminho do Friburguense já que a cidade, hoje, abraça a causa”, comentou. 

Siqueira voltou a destacar que, com a tendência da elitização e com a falta de patrocínio, a Lei do Incentivo pode ser um caminho para seguir daqui para frente. O dirigente, que tem buscado outras alternativas que possam se somar a essa proposta, reforçou a importância de ter um Friburguense forte para cidade também colher os frutos. 

“O Friburguense hoje está partindo por esse caminho, de tentar voltar à primeira divisão, de continuar com o nosso projeto interno, mas também pensando na grande valorização que a cidade vai ter. O futebol é uma grande paixão, mas tem sido feito para poucos. Está passando por um processo de elitização, contudo, a gente quer estar entre esses poucos que hoje é uma ideia nossa, do prefeito, trazendo esses novos empresários.”

Comentários